sábado, fevereiro 28, 2009

Trilhos

Percorro o trilho secreto em direcção ao desconhecido. Um caminho turbulento, incerto e irregular, onde me perco, caio e discreta e rapidamente procuro levantar-me. Não tenho medo do passo seguinte, pode ser errado claro, mas ainda me resta o outro pé para apoiar e corrigir os erros que vão surgindo. Quero sentir o chão que piso e a brisa que toca o meu rosto, quero sentir as lágrimas que correm e acompanhar o seu percurso pela minha face. Já nada mais importa, tudo se apagou e nem precisei fechar os olhos, tudo é um vazio cheio de restos do que fui um dia. Perco-me num silêncio ridículo e aparente… agora não vale a pena olhar para trás, não quero, não preciso e não lamento. Aceito esta passagem por um mundo obscuro e fútil onde não tenho nada a perder.

4 Comments:

Blogger Filipe said...

Pior que o desespero só mesmo a impotência. Como te não conheço impotente, não desesperes e acalma os passos dessa tua caminhada.
Usa as quedas para te ergueres mais forte, medindo bem cada pegada que se quer bem dura e determinada.

Não fujas do caminho...

:)

Beijos

10:01 da tarde  
Blogger Serenidade said...

Nada se perde, nada se cria, tudo se transforma e, nós humanos, temos uma capacidade incrível de alterar a nossa vida para aquilo que queremos, é só termos vontade e persistência suficiente para.

Só agora reparei que os meus queridos amigos voltaram a estas andanças:) Fico muito feliz por isso.

Serenos sorrisos

11:41 da manhã  
Blogger Serenidade said...

Tens uma prendinha para ti lá no meu cantinho.

Serenos sorrisos

8:53 da manhã  
Blogger ÂngelaFerreira said...

Finalmente dei oportuninade às pessoas de conheçerem o meu blog. Estava difícil :P

Tu sim tens jeito para escrever. Gostei muito do texto, so tenho pena que sintas tudo aquilo.

Espero que saibas que tambem estou aqui para o que presicares :)

10:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home