sexta-feira, setembro 29, 2006



Um dia assim!!!

Hoje ando meia à deriva
Sem saber para onde me virar
Olho para o vazio,
Espero o tempo passar
Não sei bem o que fazer
O dia parece apagado
Então olho o céu e fico a pensar
Em tudo que gira ao meu lado.
Porém fico estagnada
E tudo se passa na minha cabeça
Percebo que o mundo nunca pára
Embora às vezes não pareça
Quando dou por mim
Já está noite cerrada
Contudo ainda estou alí,
Sentada na calçada
E aí é que me apercebo
Que embora eu tenha estagnado
Tudo em volta sempre girou
Ninguém ainda parou, e
Num suspiro olho em meu lado.
Sobressaltada levantei-me
Tomei um rumo na vida
Então aí lembrei-me
Que embora me sinta perdida
Não posso parar o tempo,
Tenho que controlar o pensamento
E encontrar uma saída...

Saturno

6 Comments:

Blogger Ghandy said...

Muito bem!!! Gostei...
Espero que encontres a saída que procuras....
Fica bem e porte-se bem!!!

9:22 da tarde  
Blogger Filipe said...

Só pelo facto de teres escrito este lindo poema, já valeu apena essa melancolia (desculpa o egoísmo)...
Fica bem, e espero que encostes, nao dá muito bom resultado estares assim...
:)

10:06 da tarde  
Blogger Nokinhas said...

Olá!

Primeiro queria agradecer-te o teu comentário... e dizer que gosto de passar aqui pelo teu cantinho...
O poema é lindo e tenho a certeza que vais encontrar a solução que tanto procuras...

Fica bem!

8:56 da tarde  
Blogger serenidade said...

Lindo! Excelente!
Escrito com alma e coração.
Talvez aquiete o teu coraçãozinho saber que, apesar de mais velha, muitas vezes também me sinto assim!!!
Mas estás certa, à que não parar, mesmo não sabendo o que fazer, mesmo que o que fazemos seja vazio de sentido.

Que o Sol te ilumine sem ser ofuscado pelas nuvens!
Que os raios te encham de energia sem o nevoeiro a perturbar!

7:12 da tarde  
Blogger serenidade said...

Que o canto das águas do Tâmega te envolvam e te iluminem.
Que o canto dos pássaros te sussurre o que queres entender e perceber.

Um doce, terno e saudoso beijinho.

7:14 da tarde  
Blogger Luna said...

Pois é minha querida o tempo não para, tudo palpita de vida, mas por vezes esses momentos em que a nossa mente para são bons para entendermos e desbravarmos o nosso caminho
beijinhos

11:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home