segunda-feira, março 29, 2010

Vivo de Momentos...

O ontem é tão remoto e distante
Que sinto o vazio de quem já não sente,
De quem já não tem na alma presente
Tudo o que um dia foi vida.

Já não existe o êxtase e a alegria do que passou
Nao partilho os sonhos e objectivos que tracei...
Agora apenas sinto a ausência daquilo que perdi.

Hoje vivo de momentos...
De pedacinhos de agora que me enchem a alma
De períodos de entrega e efemeridade
Que completam todo o meu ser.

Hoje, acordo como se o ontem fosse história
E o amanhã uma incógnita constante.
Por isso, hoje vivo com toda a intensidade
De quem acredita que a vida é pura fugacidade...

6 Comments:

Blogger Clarisse said...

OI! Cá venho eu fazer o favor de [tentar] repetir o dito...

Ora bem, supostamente eu fiz o comentário tendo em conta a minha análise do poema...

primeiro, alguma vez soubeste quem foste?! Creio que ninguém tem completamente certezas de quem é... logo como é que podes dizer que te perdeste?! Talvez terás mudado.. ou seja é o que estás a querer dizer, logo estas linhas são completamentes desnecessárias mas ponho aqui na mesma só para que não te queixes que não comento em grande unf.

Segundo, ao admitires que perdeste quer dizer que foi por tua culpa [não necessariamente]. Digo-te já que não te vale de nada lamentares o que perdeste, já não vai voltar... agora só te resta as memórias, guarda-as. Caso tenha sido por tua culpa aprende com isso, que não volte a acontecer.

É assim o Dr. House diz que não mudamos... mas ele que se foda que eu sei mais do que ele! Porque eu sou a prova viva da mudança.. é verdade que tive [ainda tenho] um grande caminho a percorrer.. pelo caminho fui perdendo pedacinhos de mim e apanhando o que conseguia e colei tudo com a super-cola 3 que roubei na drogaria do meu pai. Mas no fim não é a mesma coisa. Os pedaços por vezes não encaixam e alguns pedaços estão a mais... Maria Sara tu agora estás na fase da mudança [estamos sempre], inicialmente vais-te sentir mal mas com o tempo as feridas vão sarar...
É como diz a outra [Creio que foi a Eleanor Roosevelt?!]: "Com o tempo, o cérebro, de modo a proteger a sanidade mental, cicatriza as feridas.." [Ou outra coisa parecida]

Agora é aguentar!

Não tem nada a ver com o anterior, nem é um comentário de jeito, mas prontos... foi o que saiu.

P.S. Adiciona-me como vizinha no CAFEWORLD. ;)



:P

P.S.2. O futuro nem sempre é uma incógnita, tu sabes o que vai acontecer daqui a um segundo, ainda temos certezas de alguma coisa... [Eu sei que isto é estúpido]

VOU-ME CALAR!

A única certeza que tens mesmo é a de que eu continuarei a ser tua miga 4ever e rabetisses desse género, a não ser que me dê uma das minhas pancas e te ignore por cerca de uma semana ou algo do assim...

AGORA CALO-ME MESMO!

OU NÃO! MUAH AH AH

:P

1:08 da manhã  
Blogger Rui Pedro said...

Sarah, minha rainha...
Uma das caracteristicas da minha personalidade é ser "positivista" (às vezes até demais [tu sabes, os sonhos e tall´z], que dps atrofiam me).

Um dos meus conselhos é recordar o ontem se este merecer...

Embora o ontem se tenha ido embora, as vivencias ficam te guardadas na memória..

Sejam elas boas ou más, hás-de crescer com base nelas. Boas para te sentires feliz nos momentos tristes e Más para te fortaleceres para o "bad moment" seguinte!!

Eu sei que n tenho jeito pa psicologia nem nd que se pareça, a minha área é mais "calor no calor e ta a dar calor"...

Mas pronto...

Guarda as coisas que merecem ser guardadas e esquece o que deve ser esquecido...

E se não percebeste nada do que escrevi, manda me uma mensagem ou liga-me ou anda lanchar comigo e resolvemos esse problema!!

bjinhos.. GBDT :-)

12:01 da manhã  
Blogger Suzy said...

oube la ve se passas no bloguiii tb ta sua prima desnatada :P:P:P:P

5:47 da tarde  
Blogger Serenidade said...

A ti, Sara, felicito-te por este dia
em anos diferentes nascemos
no mesmo dia e mês a este mundo chegamos
abraço-te daqui, espero que o sintas, aí.

Um beijinho enorme no teu coração.

12:36 da tarde  
Blogger Cesar Cunha said...

olá, adorei seu blog, os texto.. estou te seguindo
Entre no meu, se gostar me siga.

Até.

5:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

poeta imperfeita
o futuro não existe
foda-se se ele é triste
não faça desfeita
seja deusa dona dama
seja mais do que a palavra
saiba que o passado é ilusão
pobres planos,são
migalhas na poeira
do infinito
o presente é mais bonito
saiba disso
tenho dito

7:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home